Biblioteca de Pérgamo

Biblioteca de Pérgamo

A Biblioteca de Pérgamo foi fundada por Atalo I (241-197 a.C.), rei de da cidade de Pérgamo (no Noroeste da actual Turquia), como resposta ao enorme sucesso da Biblioteca de Alexandria.
A rivalidade entre as duas leva o Egipto a cortar-lhe o fornecimento de Papiro.
Tal obrigou à procura de alternativas, sendo apreciadas as peles de animais, que até eram mais resistentes e duráveis. Mas estas eram um recurso caro e escasso, o que levou ao desenvolvimento de tecnologia para a sua optimização e reutilização, dando origem a um novo suporte, o pergamene, ou pergaminho.

Em 30 a. C., Marco Aurélio ofereceu o espólio da biblioteca de Pérgamo a Cleópatra do Egipto, contribuindo para enriquecer ainda mais a sua rival.

Anúncios