You are currently browsing the daily archive for 15/10/2008.

REALISTAS OU REINVENTADOS!

Aqui está uma forma de mostrares que és criativo e tens sentido de humor. Propomos-te que, a partir de provérbios portugueses, escrevas outros, adequados à nossa realidade . Aqui ficam alguns exemplos:

Provérbio português:
“Grão a grão, enche a galinha o papo.”
Exemplo:
Livro a livro, se faz um leitor.

Provérbio português:
“Depois da tempestade, vem a bonança.”
Exemplo:
Depois da tempestade, vem a gripe.

Provérbio português:
“Longe da vista, perto do coração.”
Exemplos:
Longe da vista, difícil de ver.
Longe da vista, perto do Messenger.

QUEM PODE PARTICIPAR?
O concurso está aberto a alunos, professores e funcionários da escola.

QUAIS SÃO OS PRÉMIOS?
Os prémios são livros, havendo prémio para os três primeiros classificados de cada uma das categorias:

  • Alunos do 2.º ciclo
  • Alunos do 3.º ciclo
  • Professores e funcionários

Para além disso, os melhores provérbios serão publicados aqui e no jornal da escola.

PRAZOS:

O concurso decorre até ao dia 30 de Outubro. Os vencedores de cada categoria serão divulgados no dia 3 de Novembro.

COMO PARTICIPAR:

Envia os teus provérbios como comentário a esta mensagem (não esquecendo de indicares o teu nome e turma) ou solicita na Biblioteca ou à tua professora de Língua Portuguesa o impresso de participação.

Mais provérbios portugueses:
No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho.
No dia de S. Martinho mata o teu porco e prova o teu vinho.
No dia de S. Martinho: lume, castanhas e vinho.
Em Novembro, prova o vinho e planta o cebolinho.
Cava fundo em Novembro para plantares em Janeiro.
Nuvens em Setembro: chuva em Novembro e neve em Dezembro.
Tudo em Novembro guardado; em casa ou arrecadado.
A cada Bacorinho, vem seu S. Martinho.
Não há bacorinho sem seu S. Martinho.
Pelo S. Martinho todo o mosto é bom vinho.
Pelo S. Martinho, deixa a água pró moinho.
Quem bebe no S. Martinho faz de velho e de menino.
Queres pasmar o teu vizinho? Lavra e esterca p’lo S. Martinho.
Se o Inverno não erra caminho, têmo-lo pelo S. Martinho.
Quem anda à chuva, molha-se.
Tanta chuva pelas candeias, tantas abelhas pelas colmeias.
No Outono o Sol tem sono.
Quem planta no Outono, leva um ano de abono.
Nunca digas desta água não beberei.
O que a água dá, a água levará.
Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão.
Em casa em que não há pão todos ralham e ninguém tem razão.
Em Outubro sê prudente: guarda pão, guarda semente.
Casa de pais, escola de filhos.
Alto mar e não de vento, não promete seguro o tempo.
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.
Não há mau tempo senão quando faz vento.
No tempo do cuco, tanto está molhado como enxuto.
O tempo é o melhor Juiz de todas as coisas.
Mais vale perder um minuto na vida do que a vida num minuto.
Mais vale um gosto na vida, que três reis na algibeira.
A conselho amigo, não feches o postigo.
Amigo deligente, é melhor que parente.
Amigo disfarçado, inimigo dobrado.
Amigo que não presta e faca que não corta: que se percam, pouco importa.
Amigo verdadeiro vale mais do que dinheiro.
Amigos, amigos, negócios à parte.
Ao rico mil amigos se deparam, ao pobre seus irmãos o desamparam.
Aquele que me tira do perigo, é meu amigo.
As boas contas fazem os bons amigos.
Bocado comido não faz amigo.
Defeitos do meu amigo, lamento mas não maldigo.
Em tempo de Figos, não há amigos.
Muitos conhecidos, poucos amigos.
Não há maior amigo do que Julho com seu trigo.
No aperto do perigo, conhece-se o amigo.
Os amigos são para as ocasiões.
Quem seu amigo quiser conservar, com ele não há-de negociar.
Quem te avisa, teu amigo é.
Quem tem amigos, não morre na cadeia.
Quem não arrisca, não petisca.
Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer.
Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
Deus dá nozes a quem não tem dentes.
Quem diz o que quer, ouve o que não quer.
Mais vale tarde, do que nunca.
Não deixes para amanhã, o que podes fazer hoje.
Quem canta, seus males espanta.
A ocasião faz o ladrão.
Mais vale um pássaro na mão, do que dois a voar.

Anúncios

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação, escolhemos para filme da semana um filme que é uma homenagem à arte de bem cozinhar os alimentos: «A Festa de Babette».

Título original: Babettes Gæstebud ” (1987/99m)

Na desolada costa da Dinamarca vivem Martina e Philippa, as belas filhas de um devoto clérigo que prega a salvação através da auto-abstinência. As duas raparigas sacrificam a paixão da juventude pela fé e dever, e mesmo muitos anos após a morte do pai, elas continuam a manter vivos os seus austeros ensinamentos entre a gente daquela aldeia. Mas com a chegada de Babette, uma misteriosa refugiada da Guerra Civil na França, a vida das irmãs e do pequeno povoado começa a mudar. Rapidamente, Babette convence-as a experimentar algo extraordinário – uma refeição à francesa, um verdadeiro “gourmet”! A sua festa escandaliza os mais idosos habitantes locais. Mas, afinal quem é esta desconhecida e talentosa Babette, que aterroriza esta gente piedosa com a perspectiva de perder a alma por gostarem tanto de um prazer terreno?

REALIZADOR
Gabriel Axel

INTÉRPRETES
Stéphane Audran, Birgitte Federspiel, Bodil Kjer, Jarl Kulle, Jean-Philippe Lafont, Bibi Andersson, Ghita Nørby, Asta Esper Hagen Andersen, Thomas Antoni, Gert Bastian, Viggo Bentzon, Vibeke Hastrup, Therese Hojgaard Christensen, Pouel Kern, Cay Kristiansen, Lars Lohmann.

O filme baseia-se num excelente livro, da autoria de Karen Blixen.

Trabalhando em grupo na Biblioteca

Trabalhando em grupo na Biblioteca

Com a aproximação da do dia mundial da alimentação, os dias têm sido de azáfama na biblioteca, com muitos alunos a ultimarem os seus trabalhos. A partir de amanhã divulgaremos alguns dos resultados desses trabalhos.

As aventuras de Black e Mortimer

As aventuras de Black e Mortimer


Dois súbditos de Sua Majestade britânica estão no centro de uma banda desenhada que tem fascinado sucessivas gerações de leitores.
Blake e Mortimer são os heróis dessas aventuras fantásticas e envolventes, criadas por Edgar Pierre Jacobs e continuadas pelas duplas Benoit-Van Hamme e Juillard-Sente.
As densas e empolgantes aventuras de Blake e Mortimer, num total de 18 volumes, esperam por ti na Biblioteca. Para já estão disponíveis os volumes 1 e 2, e todas as semanas teremos para ti um novo volume.

Comemora-se amanhã o Dia Mundial da Alimentação – aqui fica um poema para assinalar o dia:

Poema da alimentação

View SlideShare document or Upload your own. (tags: alimentação)
logo_be_15-16

Estatística

  • 2.073.555 visitas

Videoteca - DVD para empréstimo na Biblioteca

dvdcolec
melhornet
Bookmark and Share diigo it

Ler ebooks

Arquivos

Outubro 2008
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Comentários Recentes

SUAN em Provérbios de Maio
khanny merlina em Quantas vezes já pensaste…
joão marcelo nascime… em “Leilão de jardim”…
fhidafhui em Provérbios sobre o São Ma…
Sandy Matos em Provérbios de Setembro
feiradolivro
Anúncios
%d bloggers like this: