História comovente de um idoso, que sensibilizado com a vida desafortunada de um menino sem abrigo, o recolhe, ampara e encaminha…
«[…] Tsongonhana foi contando a história infeliz de muitos meninos que ficam órfãos por causa da malvada guerra… por causa de alguns homens serem maus, não se importarem com os mais desfavorecidos… alguns só pensam mesmo é nas suas barrigas…!
[…] Agora queria aprender a talhar a madeira. Que peças lindas… o avô fazia! As garças… que espanto! Cora seus bicos pontiagudos, pernas altas feitas em arame zincado… Que aves esbeltas! As suas cores brilhantes onde o vermelho, o preto e o branco contrastavam. Os seus olhos feitos com incrustações de sementes bravias – tudo com grande delicadeza.»

Anúncios