O livro em destaque nesta semana é um dos títulos seleccionados para a fase distrital do Concurso Nacional de Leitura. Trata-se de O Visconde Cortado ao Meio de Italo Calvino, uma fantasia divertidamente macabra, que conta a história de um nobre rigorosamente dividido em dois por uma bala de canhão, numa batalha contra os turcos. Uma das suas metades regressa ao seu domínio feudal e inicia uma vida diabólica. Mas a outra metade, a virtuosa, aparece também. As duas metades tornam-se rivais pelo amor da mesma mulher, enfrentam-se num duelo sangrento e encontram uma resolução miraculosa.

Italo Calvino (Santiago de las Vegas, 15 de Outubro de 1923-Siena, 19 de Setembro de 1985) foi um dos mais importantes escritores italianos do século XX. Nascido em Cuba, de pais italianos, sua família regressou à Itália logo após seu nascimento, país onde viveu praticamente toda a sua vida, se exceptuarmos os treze anos que viveu em Paris

Formado em Letras, participou da resistência ao fascismo durante a Segunda Guerra Mundial e foi membro do Partido Comunista Italiano até 1956, que abandonou em 1957, após a insurreição húngara. A sua carta de renúncia em ficou famosa.

A sua primeira obra foi O atalho dos ninhos de aranha, publicada em 1947. Uma das suas obras mais conhecidas é As cidades invisíveis, de 1972, tendo como personagens Marco Polo e Kublai Khan.
Bibliografia básica:

  • Il sentiero dei nidi di ragno (1947) (O atalho dos ninhos de aranha)
  • Il visconte dimezzato (1952) (O visconde cortado ao meio)
  • Il barone rampante (1957) ( O barão trepador)
  • Il cavaliere inesistente (1959) (O cavaleiro inexistente)
  • La giornata di uno scrutatore (1963) (O dia de um escrutinador)
  • Le cosmicomiche (1965) (As cosmicômicas)
  • Il castello dei destini incrociati (1969) (O castelo dos destinos cruzados)
  • Gli amori difficili (1970) (Os amores difíceis)
  • Le città invisibili (1972) (As cidades invisíveis)
  • Se una notte d’inverno un viaggiatore (1979) (Se  numa noite de Inverno um viajante)
  • Palomar (1983) (Palomar)
  • Sotto il sole giaguaro (1988) (Sob o sol-jaguar)
  • La strada di San Giovanni (1990) (O caminho de San Giovanni)
  • Perché leggere i classici (1991) (Porquê ler os clássicos)
Anúncios