Textos e poemas originais feitos pelos alunos dos Cursos EFA e duma Turma de UFCD (Unidade Formação Curta Duração) a partir duma proposta apresentada numa aula de Linguagem e Comunicação (entre os dias 8 e 12 de Março):

Ó Árvore da minha infância

Ó árvore da minha infância,
no teu tronco deixei a minha marca,
debaixo da tua sombra deixe-me embalar ao som do vento, que murmurava nas folhas verdes, e o meu Horizonte era muito mais além,
deixando-te, atravessei o mar em busca de um sonho!

Maria Augusta Monteiro, Turma EFA BC

Mangueira

Foste amiga da juventude,
Com quem partilhava os meus segredos,
Quando queria sossego ia ter contigo, só tu mo podias dar!
Tu eras o silêncio e, ao mesmo tempo, a minha conselheira,
Sabias dizer sempre as palavras que eu queria ouvir!
Para além da sombra e da fruta, ajudaste a passar muitos momentos de amores e desamores, tristeza e enganos!
Embalavas-me com o som do vento batendo nas folhas!
Ah, que saudades! Onde estás tu árvore amiga?

Maria Celestina Fernandes, Turma EFA BC

O Cajueiro

Ó cajueiro, tu que me viste crescer, na minha tenra idade cobriste-me com os teus mantos verdes, e com eles suaves melodias ouvia numa brisa da manhã!
Ó cajueiro, com os teus enormes braços suportaste os meus abanões, para os teus frutos colher e dos teus caroços uma deliciosa castanha extraía.
Ó cajueiro, o teu fruto único e quente é indescritivelmente saboreado em todo o mudo!

Já dizia o compositor popular brasileiro João Carlos:
“Cajueiro velho
Vergado e sem folhas
Sem frutos, flores
Sem vida final
Eu que te vi florido e viçoso
Com frutos tão doce que não tinha igual
Não posso deixar de sentir uma tristeza
Pois vejo que o tempo tornou-te assim
Infelizmente também a certeza
Que ele fará o mesmo de mim
Já tenho no rosto sinais de velhice
Pois da meninice não tenho mais traços
Começo a vergar como tu cajueiro
Fui teu companheiro nos primeiros passos
Portanto não tens diferença de mim
Seguimos marchando em uma só direcção
Apenas da vida me resta o fim
E da mocidade a recordação.”

Adelino Viegas, Turma EFA BC

Milho

És a Minha vida, sem ti não consigo ser feliz,
Vou proteger-te para sempre! A ti sim!
Vou Lembrar-me do dia em que te meti na terra,
Porque Há dias em que só penso em ti,
Vais estar sempre no meu coração!    

Nuhu Sidibé, Turma UFCD de LC

Sábia Árvore,

Tu, sábia árvores,
que amas os seres vivos incondicionalmente, sem pedir nada em troca,
Tu que dás o alimento, um leito para o descanso, os pulmões do Planeta, uma sombra num dia ensolarado,
Tu que embalas os ninhos dos pardais,
Ó sábia árvore, o que te dão eles a ti?

Deolinda Mucumbi, Turma UFCD de LC

Árvore especial

És a árvore que preciso para respirar, mas não apenas eu,
Ajudas a reflectir e a refrescar a memória,
Sem ti, o que será o mundo? Pergunto-me eu…
És tão querida, ó minha querida árvore,
És muito especial!

Patrício Mendes, Turma UFCD de LC

A ti Palmeira … e a ti Girassol

Eras a árvore predilecta do meu pai,
Fabricante de óleo de palma e de “maná”,
Não imaginas o quanto foste importante para a nossa aldeia,
Para o nosso Povo tão humilde, alegre e acolhedor em todos os aspectos,
No dia em que se fazia o óleo de palma da tua casca, ó palmeira,
Toda a Comunidade trabalhava,
Dava gosto ver as mães carregar a água e os pais a acender o fogo.
Ó Girassol,
Do teu caroço fazia-se o “maná”, Tu és especial,
Só de falar de ti fico sem palavras, cheia de saudades,
Espero que estejas sempre na nossa terra, no local onde nasci,
Hei-de voltar à nossa terra, cheia de coisas belas!

Jovita Kassungo, Turma UFCD de LC

Ao Embondeiro … a árvore da minha saudade

És a árvore da minha saudades, sempre que me lembro de ti, choro!
A bebida que vem do teu fruto, a mukua, e os gelados são tão bons,
Ó saudoso embondeiro,
Ai …, Ai …, Ai …, deitar-me debaixo de ti e fazer da mukua uma grande almofada,
Ninguém passa por ti sem parar e contemplar o fenómeno da natureza que tu és!
De ti aproveitamos muitas coisas: a sombra, os frutos, as folhas … para nos deitarmos nelas,
Embondeiro esplendoroso,
que pena de ti, plantado num país que, por ingratidão, não te dá o valor que mereces,
Imagina … uma “coisita” como tu … numa Europa … num país como Portugal …que valor!!!!
Rezando muito, pode ser que um dia Angola reconheça a tua beleza,
Embondeiro, Saudade Eterna!

Florença Essenje, Turma UFCD de LC

As plantas estão cobertas de ramos e folhas, agarradas à terra pelas raízes. Gostam muito da água e da humidade para não secarem. São elas que nos dão o oxigénio e que transformam o dióxido de carbono, que nos prejudica, para que possamos viver bem em todo o mundo.
Para além da companhia que nos fazem, também nos dão a madeira para fazermos o papel e os móveis, mesas, cadeiras. As pessoas não deviam queimar as florestas porque são elas que protegem milhares de vidas. Ao queimar as árvores, elas também choram e ficam negras!
As árvores são muito importantes para a nossa vida em toda a parte do planeta que habitemos!
Santos Pedro Holanda, Turma UFCD de LC

A FLORESTA

A floresta é uma força da natureza,
Que alcançou os seus sonhos,
Continuas a não ser vencida
Pelo Homem, de certeza!

Não acredites no que dizem,
Pois as palavras dizem pouco,
Ouve a voz do vento,
Para que o Homem não faça ouvidos de mouco!

Naquilo em que acredites,
Nunca desistas de viver,
Embora se diga não,
Continuas a ser destruída
Pelo homem mauzão!

Rosa Alpande, Turma UFCD de LC

Florestas de Cabo Verde

Meu país verde, que tem árvores de várias dimensões,
Que nos dão o oxigénio,
É muito bom lá estar porque elas estão sempre limpas e bem protegidas,
Cabo verde nha terra, nha cretcheu, nha raiz, nha orgulho!

Carlos Varela, Turma EFA BG

A minha árvore preferida …

A minha árvore preferida é o embondeiro,
Primeiro pelo seu cheiro, depois pelas suas raízes muito extensas, que bebem água mas também pensam! O seu fruto é a mucua.

Denilson Monteiro, Turma EFA BG

A natureza é um bem precioso

A natureza é um bem precioso!
Temos que preservá-la, cuidá-la, protegê-la e mimá-la para que ela não se zangue connosco!
Se a natureza ficar triste, também o planeta ficará,
Por isso há que cuidar das árvores, flores e florestas!

Bruno Pereira, Turma EFA BG

Á Mangueira

Na minha Guiné maravilhosa há uma bela árvore florescente,
donde despontam umas lindas pétalas de flores e que dá um fruto muito doce: a manga.

Fatumata Binta Bari, Turma EFA BG

Cabo Verde no meu coração

Cabo Verde sempre no meu coração!
Desde criança brincava com a natureza,
comendo os seus frutos e sentindo o calor da sua beleza, que me encanta,
Vá eu para onde for, terei orgulho de dizer que sou um dos teus filhos, Ó Cabo Verde!

Dominique Tavares, Turma EFA BG

Árvore

Quando te vi crescer tinha quase a certeza
que haverias de ter frutos e beleza,
Hoje vejo-te morrer e aumenta a minha tristeza,
porque consigo ver a dor da natureza!

Joel Brandão Capita, Turma EFA BG

Floresta do Maiombe, és especial

Desde as primeiras raízes, às frondosas árvores,
Desde o grão de areia, ao firme mármore, és especial!
És especial porque tudo o que tens é natural,
E vindo da natureza, só pode vir beleza,
Essa beleza que se transforma em tristeza quando o Homem destrói e despreza,
Em busca de riquezas ele vai destruindo tudo à sua volta!
Ó Maiombe,
Sei que tu choras em cada árvore que cai,
Em cada tronco que vai,
Se fossem apenas os frutos … não estarias de luto!

Joel Brandão Capita, Turma EFA BG

Alecrim

Arbusto lindo de Cabo Verde,
És maravilhoso,
Nasces nas rochas,
Cresces e não dás frutos,
Podes ser um remédio,
Mas inspiras pintores e poetas, pela beleza e cheiro
Muito subtis!

Vânia Cardoso, Turma EFA BF

A Árvore

A árvore é um bem precioso da natureza,
Se regadas, dão flores lindas e frutos deliciosos,
Mas há seres na natureza que a destroem,
para fazer lenha queimam-na, para fazer casas cortam-nas,
para fazer estradas destroem-nas com as máquinas!
Porque é que destruímos as árvores? Daqui a alguns anos nada restará para destruir!
Vamos abraçar as plantas e lembrar que elas nos fazem bem, as árvores são a nossa vida!

Leida Jandira Santos, Turma EFA BF

A árvore mais importante da minha vida

A árvore mais importante da minha vida é uma árvore que cresceu comigo, na Guiné!
É uma árvore muito linda, onde gostava de me sentar quando estava cansada!
Aquela árvore ficava ao pé da minha casa,
Faz-me lembrar a minha infância com a minha irmã,
Ficávamos lá deitadas, no chão, à noite, a olhar as estrelas!

Simbel-na Bernardo Indem, Turma EFA BF

No meu quintal em Cabo verde

No meu quintal em Cabo Verde havia uma árvore onde eu me ia sentar sempre que estava muito calor,
Sempre que me sentava debaixo da sua sombra sentia o vento fresco na cara e respirava bem fundo,
Tinha um baloiço para onde eu e os meus amiguinhos íamos brincar,
Ela sempre irradiava alegria e felicidade,
E eu pensava que os homens do futuro iam gostar dela com um sorriso no olhar e amor no coração!

Maria da Graça Almeida, Turma EFA BF

Pé de Palão

A árvore mais importante de Cabo Verde é o Pé de Palão porque é a que mais se destaca no capim, na Ilha de Santiago. Tem uma raiz muito grande e é muito alta. Os turistas vão lá visitar porque é muito bonita!
Vaniza Gomes Gonçalves, Turma EFA BF

Verde no campo, negra na praça e vermelha em casa

Verde no campo … com a plantação das árvores tudo é verde e bonito! Com o nascer do sol, de manhã, tudo fica mais verde, como a minha terra, Cabo Verde!
Negra na praça … quando já está seca e a usamos para fazer lenha, para cozinhar ou fazer uma fogueira!
Vermelha em casa … quando já está a arder e chora de tristeza, por não voltar a viver!

Anilda da Conceição Varela, Turma EFA BF

Anúncios