Continuamos a publicar os textos vencedores do concurso de escrita criativa.

Hoje é a vez da segunda menção honrosa na categoria 2.º ciclo

As vítimas do Natal

Para que todos se sintam felizes,
nesta época natalícia,
existem algumas vítimas,
uma delas é a polícia.
Zelam pela nossa segurança,
noite e dia, sem parar…
Até na noite de Natal,
há ladrões para apanhar.

Com um saco cheio de cartas e postais,
os carteiros parecem uns autênticos corcundas,
pois passam em todas as casas e quintais.
Nesta época, trabalham mais e usam malas mais fundas!

Os pasteleiros trabalham toda a noite,
para que não faltem doces e iguarias,
como filhós, rabanadas, sonhos e azevias,
na mesa de todas as famílias.
Os perus pensam que são especiais,
passam o ano inteiro a comer,
mas quando chega a altura,preferiam não o ser,
porque vão ao forno cozer.

O bacalhau passa o ano a nadar,
mas, nesta época, os barcos aparecem para o pescar,
para na noite de consoada podermos jantar,
porque o bacalhau não pode faltar!

O nosso amigo Pai Natal
passa o ano a embrulhar presentes,
mas um dos seus segredos
é que tem a ajuda dos duendes!
Eduardo Candeias 6.º 6.ª, n.º 6