Continuamos a publicar os textos vencedores do concurso de escrita criativa.

Hoje é a vez do primeiro prémio na categoria ensino nocturno.

O SEGREDO DE RUDOLFO
Existe um mistério há muito por desvendar, chama-se Rudolfo e o porquê do seu misterioso nariz vermelho.
Há muitos anos, na véspera de Natal, o Pai Natal estava muito atrasado e preocupado por ainda não ter embrulhado as prendas todas. Como resolver o assunto? Além disso, uma das suas renas estava coxa.
Já verde de raiva, por tudo lhe estar a correr mal nesse ano, resolve entregar as prendas mesmo assim. Vai buscar as suas renas, o trenó e lança-se no meio da escuridão.
Estava muito, muito frio; o nevoeiro muito, muito cerrado, mas o Pai Natal decidiu que não ia deixar os seus meninos sem as prendas de Natal, quando …
PUUUUM… O meu Deus, o Rudolfo bateu contra uma chaminé! Quem teria posto aquela chaminé no meio do caminho? estava muito nevoeiro, com a pressa Rudolfo e os seus companheiros não viram o objecto.
O seu nariz começa a inchar, a inchar e a ficar vermelho, vermelho… e nunca mais desapareceu.
Ainda hoje, quando o Pai Natal, com as suas renas, distribuem os presentes, o nariz de Rudolfo é como um sinal de que o Natal está a chegar.

 

Armindo dos Santos Gouveia

Turma B3C n.º 9