Concluímos hoje a publicação dos textos vencedores do concurso de escrita criativa com o texto vencedor na categoria 2.º ciclo.

A revolta dos perus

Havia uma quinta que tinha imensos perus e estavam todos condenados a morrer naquele mês de Dezembro.

Inconformados com o seu triste destino, os perus decidiram fazer alguma coisa. Conversaram uns com os outros e começaram a gritar:

– Socoooooorrrrrrrroooo!!! – pediam uns.

– Ajudem-nos!!! – imploravam outros.

– Não queremos morrer assados… – lamentavam-se outros tantos.

– Eu quero um advogado… – dizia um dos mais espertos.

Parecia que não havia nada que pudessem fazer para se salvarem. Mas existia no meio deles um super peru que era o macho dominante. Ele era o peru absoluto, o mais forte e o mais inteligente! E teve uma ideia! Resolveu chamar a televisão para gravar um anúncio. A televisão achou que era um assunto tão original que compareceu de imediato na quinta e gravou o tão desejado anúncio que passou em todos os canais:

– Amigos perus, vamos revoltarmo-nos contra o Natal! Abaixo o Natal! Saiam todos à rua no próximo dia 23 de Dezembro. Compareçam na manifestação para decidirmos o nosso destino!

E foi assim que todos os perus do país se juntaram nesse dia para gritar nas ruas: “ Vida, sim! Peru assado, não! Têm fome, comam pão!”

– Amigos perus, concordam? – gritava o líder da manifestação.

– Siiiiiiiiiiiiim! – respondiam em coro os perus.

– Querem fugir? – propôs o chefe.

– Fugimos!!! – gritaram todos.

E foi assim que os perus fugiram todos para longe deixando toda a população a pão no dia de Natal.

 

Pedro Afonso, N.º 17, 6.º 1.ª