You are currently browsing the tag archive for the ‘livros digitais’ tag.

Se gostas de ebooks e de leituras em ecrã, não percas este blogue, que traz todas as novidades sobre livros digitais, leitores de livros digitais e tecnologias de leitura em ecrã.

Anúncios

Em mais uma iniciativa do projecto aLer+, e integrada nas comemorações da Semana da Leitura, foi oficialmente inaugurada a Biblioteca de Livros Digitais, o resultado da actividade «O Meu Primeiro Livro Digital». Foi uma actividade que envolveu mais de 1500 alunos, de todos os ciclos e níveis de ensino, e que consistiu na produção de um livro por turma, com história e ilustração originais da autoria dos alunos. O resultado são cerca de 40 livros, que podem ser lidos no sítio do projecto e que contam diferentes aventuras da mascote da escola –  o Mourinho – num contexto de defesa dos direitos humanos. Mais do que o resultado, o importante foi o processo de articulação de diferentes competências e saberes, o trabalho colaborativo de professores e alunos e o desenvolvimento da criatividade associada às diferentes fases do projecto. Parabéns a todos!

Desde há alguns dias que um dos nosso livros digitais se encontra em destaque no sítio MyEbook, como se comprova pela imagem junto. Trata-se de »O Mourinho» da autoria dos alunos do 2.º ano da Escola EB 1/JI de  Rio de Mouro n.º 1.

Entretanto, a nossa biblioteca de livros digitais aumenta quase diariamente e conta já com 26 títulos, que podes consultar aqui no blogue, na barra lateral.

A biblioteca de livros digitais é um projecto do âmbito do aLer+ e envolve todas as turmas do agrupamento.

No âmbito do nosso projecto de livros digitais (projecto aLer+), já está disponível o primeiro exemplar, da autoria do jardim-de-infância da Escola EB 1/JI de Rio de Mouro n.º 1. Trata-se de uma história criada por uma aluna, ilustrada pela turma e narrada pela educadora. Aqui fica para todos desfrutarmos:

gripe

O PNL, em colaboração com a DGS, acaba de publicar um novo livro digital sobre a gripe A. Podes descarregar o livro aqui.

Image1
O Centro Virtual Camões disponibiliza uma nova colecção de livros em formato digital que se podem «folhear», ler e ouvir no ecrã de um computador. Um total de 12 volumes que abrangem as principais etapas dos descobrimentos porugueses, de Ceuta oa Japão, ilustrados por André Letria e com música de José Afonso. Disponíveis aqui.

ler
O email ou correio electrónico foi uma das primeiras ferramentas da Internet e revolucionou as formas de comunicar das pessoas e das empresas. Hoje qualquer jovem ou adulto possui pelo menos um endereço de correio electrónico, que é usado para os mais diversos fins.
A utilização do email na escola tem inúmeras potencialidades, em projectos de dinamização da leitura e da escrita e na aprendizagem de línguas, para citar apenas alguns exemplos. Um serviço interessante ligado à utilização do email, e com muitas potencialidades para as bibliotecas e para a disciplina de Língua Portuguesa, é aquele que é disponibilizado pelo sítio Leitura Diária. Basicamente, o que o Leitura Diária faz é enviar-nos, para o email ou para o telemóvel, livros divididos em pequenos excertos, a partir  de uma lista que conta com cerca de 200 obras. Entre os livros mais requisitados encontra-se O Diário de Anne Frank, o Admirável Mundo Novo, O Fantasma da Ópera e As Mil e Uma Noites. A adesão ao serviço, que é totalmente gratuito, é muito simples: basta preencher um formulário e escolher os dias da semana e o horário em que se pretende receber o excerto do texto para leitura, e o tamanho do trecho, que pode variar entre 5 e 30 minutos. Quando a escolha feita é indicado o tempo previsto para o término da leitura da obra escolhida.
Os livros também podem ser recebidos num telemóvel, para poderem ser lidos por todos, por exemplo numa sala de aula.

Já agora, temos em todas as salas de aula alunos equipados com uma tecnologia que lhes permite aceder à Internet, comunicar, fotografar, filmar, gravar som, aceder a bases de dados, fazer cálculos, ler ebooks, etc. e que por acaso também é um telefone. As escolas esforçam-se por demonizar tais aparelhos e bani-los do espaço escolar. Até quando?

O recente lançamento do Kindle, o leitor de e-books da Amazon, tem honras de manchete no suplemento digital do Público de hoje, 1 de Dezembro, numa pormenorizada análise de Isabel Coutinho. Conta ainda com as opiniões de dois especialistas na área, um português, José Afonso Furtado, autor de várias obras sobre o futuro do livro e que esta semana lançou na Casa Fernando Pessoa O Papel e o Píxel – Do Impresso ao Digital: Continuidades e Transformações (ed. Ariadne), e outro francês, Lorenzo Soccavo, autor de Gutenberg 2.0 – Le Futur du Livre (M2 Editions) e do videoblogue Nouvolivractu 2.0. Nenhum deles se mostrou particularmente entusiasmado com o Kindle.

O Amazon Kindle serve para ler livros, jornais e blogues. É reduzidas dimensões 134,5 mm x 19 mm x 18 mm, pesa cerca de 300 g e possui um ecrã de 600×800. Não é preciso ligar o aparelho a um computador, tem um serviço de banda larga EV-DO (Evolution Data Optimized) utilizado pelos telemóveis, sem ter que se pagar mais por isso através da Amazon Whispernet. Custa 399 dólares (270 euros) e liga-se directamente à loja da Amazon. com, onde estão disponíveis 90 mil títulos a 9,99 dólares (7 euros) cada um. Menos de um minuto é o que demora entre a compra do livro e ele estar disponível para leitura no Kindle. O ecrã é a preto e branco e usa a tecnologia e-Ink, com 4 graus de cinzento. Lê livros em formato Kindle (AZW, uma variante de HTML), Mobipocket (se não tiverem DRM), e lê também ficheiros Word ou PDF mas só se forem enviados para o Kindle por e-mail e depois convertidos pela Amazon – mas esse serviço não é grátis (10 cêntimos de dólar por cada e-mail). Os blogues e os jornais também requerem assinatura paga. Pode ler durante 30 horas sem se precisar de carregar a bateria. Armazena 200 livros, permite ligação à Wikipedia, sublinhar palavras e procurar no dicionário. Tem teclado (para escrever notas), mas não tem caneta.

pdf-file-32x32.pngUma publicação da Universidade de Alicante, Espanha, que reúne um conjunto de textos sobre filmes históricos, com interessantes estratégias para a sua utilização pedagógica. Títulos como “A Queda do Império Romano”, “Faraó”, “Spartacus”, “Cleópatra”, “Quo Vadis”, “El Cid”, “Rainha Margot”, entre outros. Pode ser descarregado aqui.

A língua portuguesa foi das que mais cresceu este mês na disponibilização de títulos no Projecto Gutenberg. São agora quase 100 as obras para download, mais do que, por exemplo, as obras em língua espanhola.

A biblioteca do Projecto Gutenberg é produzida por centenas de internautas voluntários que colaboram na digitalização e revisão das obras.

Actualmente, estão disponíveis mais de 20 mil livros (a maioria em inglês) com uma média mensal de downloads de três milhões de obras. Trata-se de textos cujos direitos de autor já caíram em domínio público ou que são gratuitos.

logo_be_15-16

Estatística

  • 1,888,771 visitas

Videoteca - DVD para empréstimo na Biblioteca

dvdcolec
melhornet
Bookmark and Share diigo it

Ler ebooks

Arquivos

Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Comentários Recentes

SUAN em Provérbios de Maio
khanny merlina em Quantas vezes já pensaste…
joão marcelo nascime… em “Leilão de jardim”…
fhidafhui em Provérbios sobre o São Ma…
Sandy Matos em Provérbios de Setembro
feiradolivro
%d bloggers like this: